Notícias

Voltar à listagem

No Dia do Cliente, OAB Criciúma orienta para o consumo consciente - Notícias

Data: 15/09/2018

Em um mundo cada vez mais digital, cresce o número de clientes online.

Mas comprar no conforto de casa, naquele intervalo do trabalho ou na palma da mão com a ajuda dos inseparáveis smartphones, requer além de cuidado muita pesquisa.

A OAB Subseção Criciúma, por meio da Comissão de Defesa do Consumidor, no Dia do Cliente, comemorado neste sábado (15), dá dicas ao novo modelo e cada vez mais crescente de consumidores que, fazem da internet o seu carrinho de compras.

O presidente da Comissão e especialista, Israel Rocha Alves, atenta que, não basta somente pesquisar o produto, mas sim o fornecedor.

“No ambiente virtual, a reputação do fornecedor é quem irá ditar o sucesso da compra. Por isso, a palavra de ordem é pesquisa. Pesquise se o fornecedor é confiável, se tem alguma reclamação e qual reclamação é esta. A internet dispõe de grupos de queixas e essa pesquisa deve ser usada”, orienta.

Segundo ele, a campeã de reclamação de um modo geral segue sendo a telefonia, porém no universo online a entrega, seja a demora ou mesmo a falta dela, é quem lidera o ranking de clientes insatisfeitos.

“Lembrando que, a reputação do fornecedor também depende deste fator. Na hora da compra é preciso ficar atento aos prazos já estipulados, sejam pagos ou gratuitos, pelos Correios ou por transportadora, e também por meios intermediários, como os sites de compra e venda online, Mercado Livre ou a OLX, por exemplo. Reforçando que a responsabilidade da entrega é também do fornecedor”, ressalta.

Campanha nacional

Em caso de cancelamento pelo atraso ou mesmo a não entrega do produto, o consumidor deve ser imediatamente reembolsado.

Em algumas situações, é passível o dano moral. Aliás, no último dia 4, a OAB relançou em todo o país a campanha “Mero aborrecimento tem valor”.

Conforme a OAB nacional, muitas decisões judiciais entendem que o dano ou o prejuízo causado ao consumidor não passa de mero aborrecimento, e que, porém, o mero aborrecimento também é dano e prejuízo e tem valor.

Por isso a campanha tem por objetivo denunciar e propor uma reflexão mais aprofundada sobre o problema e ampliar a discussão do assunto com a advocacia e o Poder Judiciário demonstrando os impactos reais desse entendimento na sociedade de consumo.

“É necessária uma ampla discussão em todas as esferas e, por parte do cliente a intensa pesquisa e o consumo de forma consciente. Não se deixem levar pela emoção, com ofertas muito abaixo do mercado. Aliás, os golpes se escondem por trás de preços tentadores. Respeitar o Código de Defesa do Consumidor e cumprir as regras é a melhor forma de fidelizar o cliente”, declarou.

O presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB Subseção Criciúma, também observa um novo estilo de consumo benéfico e que está em expansão.

“É mais que necessário mudar esta realidade, com a valorização do nosso fornecedor, do nosso produto local. Conhecer a origem dos produtos, as condições, se certificar do que está adquirindo. É uma nova consciência de consumo e de valorização da nossa economia”, acrescenta.

A Comissão de Defesa do Consumidor da OAB Subseção Criciúma atua em ações coletivas em conjunto, tanto com o Procon quanto com o Ministério Público (MP) local.

Ápice Comunicação
  • Telefone: 3437.9264
Voltar à listagem

OAB/SC Subseção de Criciúma

Rua Martinho Lutero nº 20 - Pinheirinho. Criciúma - SC. CEP: 88804-470
Fone/Fax (48) 3437-0241 e (048) 3438-4161
Virtualiza Comunicação